Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Acessibilidade’ Category

paralimpiadas-2016_eu-fuiCreio que a hashtag #Temqueir usada antes para incentivar a compra de ingressos… Também seria a melhor tradução de quem foi e então incentivar quem ainda não foi nas Paralimpíadas 2016! Gente! Tem que ir! E vivenciar uma experiência ímpar! Emocionante! E até revigorante pela garra, força e muito mais vinda dos Atletas!

Eu confesso que não tenho nem um quinto da garra deles! Até porque sempre fui preguiçosa no tocante a práticas esportivas… A minha superação consiste no dia a dia, e até em coisas simples como tomar banho… Enfim, a hora é deles, os Atletas Paralimpícos! Cujos obstáculos a serem vencidos consiste até em fazer do Esporte uma Profissão! Eles são 10! São nota 1000! Independente de obterem Medalhas: já são todos Vitoriosos!

E falar de toda a estrutura da Cidade Olímpica e tudo mais… Parabéns ao Prefeito Eduardo Paes! Até por mostrar ao Mundo que o Rio de Janeiro poderia sim realizar a Rio 2016! É algo fabuloso! De nos deixar orgulhosos! Bravíssimo!

#Temqueir

Read Full Post »

mobilidade-urbana_rio-de-janeiroA mobilidade urbana em grande centros empresariais e comerciais tende atualmente a “restringir” o acesso de carros particulares. Para tanto se faz necessário oferecer aos cidadãos uma grande e variada malha de transportes coletivos – públicos ou particulares -, e sem esquecer também de acordo com a topografia local, tais como: trens, metrôs, Bus Rapid Transit (BRTs), corredores de ônibus, barcas, táxis (concessões), ciclovias

Acontece que para implementação de toda essa malha tende deixar um caos no trânsito por onde se tem as obras. Levando motoristas, passageiros e pedestres a um exercício diário de paciência. Numa analogia em proporção muitíssimo menor é como obra dentro de casa que deixa um caos enquanto está sendo feita, mas com as melhorias que trará com a conclusão faz valer a pena um período de desconforto.

Nos últimos meses grande parte do município do Rio de Janeiro virou um grande canteiro de obras – com direito a tapumes fechando algumas ruas; mudando à mão de outras… – engarrafando ainda mais o trânsito já caótico mesmo em horários fora do pico. O bom que as obras seguiam em frente! Méritos do Prefeito Eduardo, sim! Mas também por conta da nossa cidade ter sido agraciada com as Olimpíadas e Paralimpíadas 2016. Valeu Presidentes Lula e Dilma!

Bem, algumas das obras pararam: há um aviso nelas que continuarão após as olimpíadas. Tomara! Que todas sejam concluídas. Onde uma delas é a TransBrasil: um corredor do BRT na Avenida Brasil. Que eu acharia mais prático se fosse um metrô de superfície, já que assim levaria muitíssimo mais passageiros. Até porque essa avenida já contava com um corredor expresso de segunda à sexta, e a partir de um trecho. O jeito é aguardar para ver…

De qualquer forma, e aproveitando a questão da Avenida Brasil… É que fato é o de que se o Dia do Funcionário Público cai num dia de semana, a Avenida Brasil fica quase sem carros particulares transitando por ela… Sendo assim, quanto mais opções der para esse pessoal deixar seus carros em casa, melhor!

Enfim, não apenas o trânsito flui melhor com menos carros particulares rodando no perímetro urbano, como também há melhoria no ar assim como menos poluição sonora.

Assim, fica aqui uma torcida esperançosa por um trânsito com menos impacto ambiental!

Read Full Post »

cadeirante_banho_como-super-heroiPois é! Como uma Cadeirante pega o sabonete que caiu ao chão na hora do banho? Mas antes o de que como se trocar uma lâmpada no teto, poderão ler aqui… Que por sinal o problema também surgiu no banheiro. Um cômodo essencial, mas também bem problemático para nós cadeirantes. Muito mais para quem também se vira com a grana curta… Adaptando-se para vencer as limitações diárias… Até para uma certa independência em usar o banheiro: quer seja para as necessidades fisiológicas, quer seja para um prazeroso banho de chuveiro… Assim…

Tendo transposto a barreira de se situar dentro do boxe… já que entrar e sair dele é uma operação de alto risco precisando estar atenta pois um vacilo meu pode acarretar um tombo sério… é então tomar o banho! Até que nessa hora pode ocorrer do sabonete cair no chão. Eu até costumo ter mais de um dentro do boxe, ou como o banheiro é muito pequeno tenho como pegar o do lavatório. Mas um vacilo e lá se vão ambos para o chão. Então como apanhá-los?

Eu até tenho também sabonete líquido dentro do boxe. Mas acontece que para lavar o bum-bum eu enterro as unhas no sabonete e com isso “fechar” bem toda a área debaixo das unhas. Mania, eu sei! Mas até faço isso ao lidar com a terra em vasos de plantas. É uma proteção à entrada de germes. No caso em questão o das fezes que passam pela bunda!

De qualquer forma eu não insistia muito nas tentativas para pegar esses sabonetes caídos ao chão. Terminava mesmo pegando-os depois de sair do banho com uma pá para lixo com cabo na vertical. Há muito que tenho uma na área de serviço que tem sido muito útil para mim pegando tudo que cai ao chão. Onde para se pegar certas coisas, eu a lavo antes. Até já pensei em ter uma em meu quarto para uso que não seja para lixo. Mas por hora comprei mesmo uma para ficar dentro do boxe. E desde então esse problema foi resolvido! Sabonete, bucha de banho, ou mesmo frasco de shampoo quando cai no chão do boxe eu pego com a pá com cabo em pé.

E com isso, de vez em quando eu também venho com um dos propósitos desse blog que é em contar os perrengues no dia a dia de uma cadeirante pobre que ainda quer viver muito tempo ainda! São soluções práticas, sem precisar ser uma super heroína, e que até podem ajudar outras pessoas que os não cadeirantes podem conhecer!

Read Full Post »

primeira-vez-no-engenhao_nov-2015O desejo de conhecer o Engenhão e claro com uma partida do Botafogo foi realizado. Junto com o meu sobrinho Neto lá fomos nós assistir o jogo do Botafogo e…

Sobre o Estádio Nilton Santos, o Engenhão, ele é muito maior do que eu imaginava. Quanto a bela arquitetura que até então eu só tinha visto por fora por dentro também é! Se bem que por estar com a pista de Atletismo (em torno do campo) em reforma não pude vê-lo com todo o seu esplendor do lado de dentro. Mas gostei!

Eu nem quis saber do direito a gratuidade por ser cadeirante. Que isso fique para uma outra vez, ou não. É que posso ter que ficar separada do meu sobrinho e disso não abro mão! Até por ele ser uma excelente companhia! Sendo assim: é ingresso sendo pago! Fomos de Camarote, mas no conforto do ar refrigerado só no intervalo da partida. Enquanto a bola rolava ficamos do lado de fora. Não há acessibilidade nele. Contei mesmo com a ajuda do meu sobrinho. Em relação ao campo ele fica bem alto, dos jogadores ficarem pequenininhos…rsrs Numa próxima vez quero ir nas cadeiras para ficar próximo ao campo. Mas mesmo distante fica mais coerente “aconselhar” os jogadores dali no estádio do que de casa vendo pela televisão.

Bem, nessa minha primeira vez em que eu fui ao Engenhão o Botafogo perde e por 3×0. Mas me recuso a ser um “pé frio” porque não foi uma partida disputada já que o time adversário, o Santa Cruz, foi o único que entrou em campo para ganhar. Eles sim jogaram bem! Tanto que eu aplaudi o terceiro gol! Fazer o que se mereceram os aplausos! Quanto aos jogadores talvez esqueceram de beber o tal Guaramix…rsrs É que estavam lerdos…

Enfim, eu digo que valeu a ida ao Engenhão! E de querer voltar!

Read Full Post »

por-mais-rotas-acessiveisPor essas e outras que sou a favor da vinda dos Grandes Eventos ao país! Principalmente os ligados aos Desportos. Até porque é melhor pecar por algum erro do que por nada fazer. Assim a um ano dos Jogo Paralímpicos a cidade do Rio de Janeiro já passará a contar com acessibilidade em dez principais pontos turísticos da cidade. Ok! Fica a questão de como chegar até eles? E isso também está dentro do projeto Rotas Acessíveis lançado essa semana pelo Prefeito Eduardo Paes.

Um melhor acesso para esses locais: Pão de Açúcar, Praça XV, Paço Imperial, Cinelândia, Praia de Copacabana, Praia da Barra da Tijuca, Corcovado, Jardim Botânico, Vista Chinesa e Mesa do Imperador.

Tomara que as pavimentações tornando as saídas dos cadeirantes mais fáceis também cheguem aos subúrbios carioca. Que não fique só nos cartões postais da cidade. Ainda há muitas calçadas esburacadas. Ainda há muitas calçadas sem rampas. E nem posso dizer nada em relação ao transportes urbanos porque desde que fiquei cadeirante não entrei em nenhum. Eu ainda não me aventurei nesse item.

De qualquer forma, valeu! Fazer Turismo Urbano no Rio de Janeiro é muito bom!

Read Full Post »

filtro-torneira_cozinhaEm casa de cadeirante e pobre em vez de grandes reformas para uma melhor acessibilidade o jeito é ir se adaptando! Com aquilo que tem na casa somado ao que dará um caminho para facilitar o dia a dia dessa cadeirante aqui. Onde para cada caso é tentar achar alguma solução. Que no caso seria encontrar uma torneira para a pia, já que a mesma é muito alta. E uma torneira com filtro por ganhar espaço físico na bancada da pia. Mais! Num preço mais em conta, e com um tipo de registro de fácil manuseio.

A que juntava todos esses itens foi uma da marca Lorenzetti. Na época o material me deixou na dúvida quanto a durabilidade, mas lembrando dos chuveiros da mesma marca, era um risco improvável. Gostei do designer! Mas que colocado no lugar, a boca da torneira tinha ficado muito alta. Sem querer até levar um banho enquanto lavava a louça… Como solução: adaptar um pedaço de mangueira para descer mais a boca da torneira. De quebra colocando um chuveirinho para um controle no jato da água. Tudo pronto! Mesmo que o novo visual tivesse ficado “estranho”… Ela ficara perfeito para mim!

Mas minha mãe não gostou dela desde o início! E nem era por conta da aparência um tanto quanto erótica. Mas sim por causa do registro do tipo alavanca: para cima libera água do filtro; para baixo, da torneira; deixando-a no meio, fecha o fluxo da água. Justamente com esse tipo de registro que ela encrencou. Para mim ele trouxe a praticidade até em abrir a torneira com as mão cheias de sabão… Já para minha mãe que gosta de fazer tudo correndo, vez por outra não fechava direito, e respingava toda a pia… Como agora é ela quem mais lida na cozinha… Dei a ela o dinheiro para comprar uma outra com um outro tipo de registro…

Comprou e… Quis ela mesmo instalar e… Ela fecha um dos registros gerais e… Em vez de abrir a torneira antes até para deixar sair toda a água do cano… Ela já foi tirando a antiga torneira do lugar… Eu fui acordada com ela pedindo por um socorro e o barulho da água jorrando… Tinha água já atingindo o chão da sala… Resumo da ópera: liguei para o síndico que enviou um encarregado, que então colocou a nova torneira no lugar.

Bem, essa nova torneira me leva a pegar um pano para abri-la quando estou com as mãos ensaboada. Ela é fixa, a outra era móvel… Mas… Tudo pela harmonia aqui em casa! Mesmo que eu que tenha que ceder muito mais vezes! Te amo Mãe!

Vida que segue…

Read Full Post »

Older Posts »

%d blogueiros gostam disto: