Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘UPP’

ser-carioca-eh_fazer-uma-limonada-e-sorrir-pra-vidaAos Cariocas da gema ou por coração precisamos abraçar com amor um título que por nós mesmo o estamos perdendo, o de: cidadão mais simpático do mundo. E que este era sim e ainda pode voltar a ser o nosso melhor cartão postal! De um espírito que tentava sempre fazer uma doce e saborosa limonada dos perrengues do dia-a-dia morando nessa cidade, Rio de Janeiro. Como um Presente de Aniversário ao Rio de Janeiro nesses seus 450 anos: um resgate ao espírito carioca de dentro de nós!

Mesmo com toda a imprensa nacional e internacional dando ênfase aos problemas daqui e que é comum a toda grande metrópole… Mesmo que houvesse uma intenção em desestimular o Turismo para o Rio de Janeiro… Mesmo assim os turistas sobrepunham ao medo a curiosidade em saber de onde saia tanta simpatia. Lembrando ainda que muitos desses correspondentes internacionais continuavam transmitindo só as mazelas para não serem então enviados para outras cidades de outros países. Porque queriam continuar morando nessa cidade.

Mesmo que os problemas ainda persistem e que não sei se por estarem mais generalizados… Talvez por uma herança cultural antiga de um muro invisível entre “asfalto e morro“… Ou até por ter voltado pelas Eleições de 2014 e que abrangeu um limite muito maior “Zona Sul e ‘as Outras’“… Mas vale lembrar que muitas das áreas esquecidas até então, está pelos governantes indo por um caminho mais longo, mas que é o certo… pois mais que um caráter policial temos nas UPPs um forte lado social. Onde para diminuir a desigualdade social recebem ajudas de instituições de peso, por exemplo, o SENAC qualificando uma mão de obra residentes nas áreas mais carentes da cidade. Mesmo que ainda prevaleça a linguagem da violência… Até por estarem também agindo numa desigualdade geopolítica… Merecem aplausos! Agora, por outro lado… Seria o caso de pedir para alguns cariocas, não importando de onde moram, para que “cheirassem” menos?

Mesmo sendo nós taxados de não sermos trabalhadores e até pelos os de outras cidades… O “revide” estava em esbanjar simpatia até para os que por aqui estão de passagem… Fazer o que com esse esteriótipo, não é mesmo? Se até Walt Disney veio com o Zé Carioca… Mesmo que para denegrir o espírito carioca rotulem qualquer ato mal educado, mesmo que isso esteja em qualquer cidadão do mundo: o de ser mal educado… Pois é! Ganhamos má fama pela nossa irreverência ante os problemas da vida! A esses dizemos que damos duro também! Agora… Fazer o que se por aqui há um Barzinho à saída do trabalho para o happy hour?

Mesmo que haja uma pontinha de inveja por morarmos numa cidade privilegiada por natureza, e até literalmente falando… Aproveitamos até desse espírito carioca de ser para “enfrentarmos” juntos essa violência urbana. Algo que contei em outro texto para os arrastões nas praias… “Envolvam” o tal grupo para ao menos ouvi o que teriam engasgados… Num tipo de divã ao céu aberto… As praias estão ali, pertinho ou tendo que pegar ônibus, e que devem continuar sendo um território democrático! Nossa cidade até “levou” para outras partes: os “piscinões”. Porque a praia faz parte da alma carioca! Até por quem apenas gosta de sentir a brisa marinha, de ouvir as ondas, de observar as pessoas… E mesmo para aqueles que nos impinge um som muito alto nesse santuário… Para esses o espirito carioca nos fala para sair de perto dessas pragas humanas… Sorrindo!

Mesmo tendo nós uma Floresta dentro da nossa cidade… Que temos paisagens belíssimas, verdadeiros cartões postais mesmo que para apenas o clique do fotógrafo anônimo… Que até por vivermos em harmonia com essa Natureza exuberante que até ganhamos da UNESCO, o título de Patrimônio Cultural da Humanidade… Com tudo isso o espírito carioca deve voltar até para salvaguardar esse privilégio de morarmos no Rio de Janeiro!

Sem mais em alongar… A cidade do Rio de Janeiro está de aniversário, mas o presente é nosso! Por sermos cidadãos cariocas donos de um espírito alegre, otimista e desejosos de que ela continue a ser a cidade maravilhosa!
Que o espírito carioca esteja de volta!
Parabéns, Rio de Janeiro!

Anúncios

Read Full Post »

praia_territorio-livre-ou-sitiadoPolêmicas! Sempre terá alguma para esquentar o clima. Se bem que com o calor que está fazendo nem precisaria disso. Mas tendo, vamos a mais recente! Uma Colunista Social propôs como duas saídas para coibir “as hordas de jovens assaltantes e arruaceiros” (palavras dela). Bem eu daria uma outra saída, mas aí seria para os “coxinhas“: a do aeroporto. E para as praias do Pacífico, já que as do Caribe também estão concorridas com o “povão” brasileiro e graças ao governo do PT.

Bem, eis as duas propostas dela como solução para acabar com os arrastões nas praias do Leme, Copacabana, Ipanema e Leblon. A primeira seria “diminuir drasticamente a circulação das linhas de ônibus e de Metro no fluxo Zona Norte / Zona Sul, estimulando o aumento do fluxo Zona Norte / Zona Oeste” (palavras dela). Que fossem para as praias da São Conrado, Barra e Recreio (Zona Oeste). A outra proposta para o caso dessa falhar seria em “cobrar ingressos” nas praias da Zona Sul Carioca.

Na cidade do Rio de Janeiro as praias tem sido até então um território livre onde as classes sociais se “interagem”. Ou pelo menos deveriam. Além de ser um local de lazer gratuito para todos: da Classe E à A. Se bem que os do topo da pirâmide social podem ir curtir as prais do Pacífico quando quiserem que talvez por isso vejam das janelas as praias cheias de gente. Creio que são os que se acham no topo quem de fato estão querendo essa segregação nas praias da Zona Sul. Claro que a violência urbana incomoda até a nós, os suburbanos!

Essa certa “elite” que mostrou a cara durante as últimas Eleições é que não está gostando nada da ”invasão da pobreza” nem nas praias do Caribe. Ou como o receio de outra socialite: “de encontrar o porteiro hospedado no mesmo hotel em Nova Iorque”, daí mudar de rota. Enfim, estão torcendo o nariz para toda essa gente humilde que já frequentam a bastante tempo as praias da Zona Sul Carioca.

praias-de-ipanema-e-leblon_11-01-15Não sei ainda se esse será o Verão Carioca mais quente dos últimos anos… Também não sei se tem levado muito mais gente às praias da Zona Sul do que nos anos anteriores. Certo se tem que também em Verões passados houve os tais arrastões. Certo também que as tais linhas de ônibus da Zona Norte para a Zona Sul, também. Então o que mudou? Como citei antes, o de novo não foi um surgimento dos “coxinhas”, mas sim por não mais disfarçar os preconceitos e ainda se exibirem com orgulho. Uma “massa cheirosa” que fede!

Agora, em relação à violência nas praias talvez seja por um número maior de UPPs nas Favelas levando esse jovens a buscarem o “ganho” por lá onde na cabeça deles há uma concentração maior de objetos mais caros. Não se justifica. Como também não sou especialista no assunto. Eu até não gostaria de me ver dentro de um arrastão. Mas creio que levando esses tais jovens para outros locais seja uma solução. Mais do que social é uma questão educacional. Sei lá! Mas porque um grupo faz um cerco, mas para conversar com eles. Numa de que gentileza possa vir a gerar gentileza. Gente! Chega de guetos! E posso estar enganada agora, mas creio que o cantor Gabriel O Pensador fez algo nesse gênero: um cara da elite fazendo amizade com quem morava na favela.

Bem! É só uma ideia! Não custa tentar! E nem precisa falar que praias livres para quem gostar delas!

“Essa gente do Brasil é muito burra
E não enxerga um palmo à sua frente
Porque se fosse inteligente
Esse povo já teria agido de forma mais consciente
Eliminando da mente todo o preconceito
E não agindo com a burrice estampada no peito
A “elite” que devia dar um bom exemplo
É a primeira a demonstrar esse tipo de sentimento
Num complexo de superioridade infantil
Ou justificando um sistema de relação servil”
(Gabriel O Pensador)

Read Full Post »

a-chapa-ta-quenteBom para a cidade do Rio de Janeiro que um certo tiro que não saiu pela culatra… Estaria o Outono Carioca 2014 trazendo uma ducha fria para as manifestações?

É que os ataques recentes às UPPs*¹ deu a oportunidade que faltava ao Governo do Rio – e até aos cidadãos contrários vandalismos -, uma proteção também para a Copa do Mundo. Claro que essas unidades merecem toda a proteção para seguirem adiante! Mas ao trazer a Força Nacional*² e até um contingente das Forças Armadas*³ poderá se estender até esse mega evento internacional para as possíveis manifestações contrárias. Que do repúdio para o quebra-quebra a transposição costuma ser um pulo. Que façam as manifestações, mas sem violentar aquele que quer participar da Copa do Mundo 2014. Recebendo com gentileza esses torcedores, como também que irá trabalhar nesse evento que se inicia no dia.

Uma outra transposição advinda da grande estiagem no Verão passado ainda irá esquentar a chapa nesse Outono 2014. Alckmin versus Cabral pela captação de águas do Rio Paraíba do Sul. Levando a provavelmente 23 municípios do Rio de Janeiro a rezarem para São Pedro fazer chover muito no Sistema da Cantareira. Pensando no Paulistano diante do racionamento de água. Mas sem prejuízo para o fluminense que precisa desse rio em sua produção agrícola e pecuária.

E finalmente caiu uma chuva nesse início de Outono. Caiu com vontade, mas num curto espaço de tempo. Que pela longa estiagem a chuva caiu como quando se joga uma água numa chapa quente: vapores quente subindo. Logo, ainda não estamos em clima outonal. Precisa cair muita chuva para refrescar a temperatura dos dias e noites. Como também dando uma ducha fria nos ânimos dos mais exaltados. Hora de torcer à favor!

– *¹: Unidades de Polícia Pacificadora.
– *² Polícia Civil, Militar e Federal.
– *³: Exército, Marinha e Aeronáutica.

Read Full Post »

Nem sei por onde começar. O certo é que irei aplaudir a cada nova retomada do Estado as Favelas na cidade do Rio de Janeiro! Que cresceram vertiginosamente com o (des)Governo Brizola. Uma herança que precisava de um governo que se dispusesse de fato a torná-las integradas à cidade. Locais esses onde para muitos políticos tinham ali um grande curral eleitoral. Já para os traficantes tiravam desses pólos desassistidos “recrutas” e cúmplices-sob-pressão. Mas onde a grande maioria que nelas foram morar por questões financeiras iam tentando sobreviver, só que com muito medo.

A Ditadura Militar também deixou como herança de não gostar de ver os Militares pelas ruas. Mas esse tempo passou! E nessas ocupações a ajuda deles é mais que necessária, elas são muito bem-vindas. São as Forças Armadas dando Segurança ao povo.

Nesse final de semana mais uma ocupação foi realizada. Sendo que dessa vez no complexo de favelas de Manguinhos, Zona Norte do Rio de Janeiro. Uma região que colocou o país num topo nada elogiável, já que por ali se encontrava a maior cracolândia da cidade. Como também traficantes mantinham no local venda e consumo de drogas ao ar livre. Participaram da ocupação 1.500 homens, entre policiais e fuzileiros navais, com o apoio de seis blindados da Marinha.

A UPP – Unidade de Polícia Pacificadora – ainda demorará a ser implantada no local. Mas já se torna uma realidade para os moradores de lá. No site tem também como ver o que já realizaram em outras comunidades. É um Projeto que eu tiro o chapéu.

Polícia Ocupa a Faixa de Gaza Carioca devolvendo a Avenida Leopoldo Bulhões aos motoristas e passageiros mais essa importante via.

Para quem não conhece a cidade, nem muito menos os engarrafamentos diários, muita das vezes até em finais de semana, saibam que essa “Faixa de Gaza” não mais sitiado por traficantes dará um escoamento ao trânsito do Rio. Enquanto a Avenida Brasil, a Linha Amarela e a Linha Vermelha ficam congestionadas, a Avenida Leopoldo Bulhões, até então conhecida por “Faixa de Gaza”, fica sem trânsito. Pouquíssimos se aventuravam transitar por ela. Eu confesso que já passei de carro, meio que para ganhar tempo, mas com muito medo.

Para quem não sabe o porque de terem apelidado uma avenida de “Faixa de Gaza” foi em razão dos tiroteios entre traficantes rivais, como também entre bandidos e policiais. Pois um grande trecho dela tem favelas em ambos os lados. Onde à noite, tornaram-se perigosos até para os blindados da polícia.

Enfim, não dá para passar em branco mais essa retomada ao Estado de mais um ponto onde ele não existia! Parabéns!

Read Full Post »

Valeu! Deram um grande passo para salvar o Rio! Por conta disso fica essa sensação de um novo amanhecer para nós, cidadãos cariocas. O Rio ainda continua sendo a cidade maravilhosa. E a carioca aqui assina embaixo.

Registro aqui a minha satisfação, os Meus Aplausos calorosos a Todos os envolvidos com a Segurança Pública da cidade do Rio de Janeiro nessa semana que passou! Deram sim um grande passo nessa luta contra os traficantes. Mais até, em salvaguardar o cidadão trabalhador que mora em Favelas por conta do baixo salário. Estão de Parabéns! E enfim chegaram os blindados-alados. Algo que faltou na primeira incursão, indo só com os blindados navais.

Que as UPP fiquem em definitivo em todas as favelas. Porque além da ajuda no presente dia-a-dia de quem lá habita, a permanência delas irá ajudá-los a longo prazo. Em especial, irá com certeza dar uma oportunidade às crianças de estudarem. Se prepararem para o futuro. Deixarem de serem pressionadas no recrutamento dos traficantes. É o que mais me deixa emocionada: estão pensando, mesmo que inconscientemente, nas crianças.

Duas Crianças x Dois Destinos
Uma por não aceitar o recrutamento dos traficantes, foi baleada por eles.
A outra, por aceitar, foi pega pela Polícia. Com dólares dentro de uma mochila.

São exemplos assim, que mostram o quanto é indispensável a permanência de uma Segurança Pública nas Favelas.

Tolerância Zero
Se o próprio Sistema é a teia invisível. Que não existe Sistema externo ao Sistema. Há os que estão na borda dessa teia. Uma força menor que unidas podem interferir na força mais centrão.

Essa mobilização vista agora no Rio de Janeiro, me leva a acreditar nisso. E se eles influenciarem um contingente maior a nível nacional, ai sim o Sistema estará voltado para o bem coletivo.

Quando se vem a público que policiais nova-iorquinos foram obrigados a adulterarem os resultados em prol do Tolerância Zero, dá para sentir a pressão em quem está na borda dessa teia.

A rota do tráfico de armas é questão Nacional!
Não é apenas problema do Rio de Janeiro. Tem que convocar todos os que estão na Reserva e intensificar o cerco na fronteira do Brasil. Dificultar mesmo a entrada das armas ilegais. Das legais, intensifiquem o controle sobre as vendas. O cerco das fronteiras também para as drogas.

Agora é a hora! Aproveitar que Governo e Forças Armadas estão empenhados na guerra contra os traficantes. Juntos! Sem chuva de egos. Colocando a Coletividade acima de tudo. E com total apoio da população.

Então, o Povo está junto com vocês. Não esmoreçam. Não desistam.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: