Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Otimismo’

sessentona-felizUma Aniversariante Feliz! Chegando aos 60 anos de idade ainda de bem com a vida! Mesmo tendo as superações diárias ficando cada vez mais difíceis… Assim mesmo eu continuo comemorando!

Não sei se sou… usando uma gíria do “meu tempo“: se sou “piroca da ideia“… ou por ter um “Mercúrio/Júpiter” num lugar onde me faz ser, ver a vida, com um otimismo exagerado e com “lentes cor de rosa“…

O “lucro” vem até porque não tenho expectativa de uma vida longeva (doença cmt)… Sigo numa de um dia, ano por vez… Tentando me adequar o que ela tem para mim… Pois “viver é não esperar a tempestade passar. É aprender como dançar na chuva…

Enfim, deixando a vida me levar feliz!

Read Full Post »

pes-no-chaoNós brasileiros somos otimistas por natureza. Isto é um fato! Há nisso algo salutar até por não nos deixarmos quebrantar-se por muito tempo diante dos percalços da vida. Numa de ‘levanta, sacode a poeira e da volta por cima‘… Mas por outro lado nos leva a não realizarmos ações visando o futuro.  Nem um futuro próximo, nem um muito lá na frente. Onde muitas das vezes ficamos perdidos em devaneios, baseando-se em utopias como a ficar esperando por uma ‘sorte grande‘ para virar o próprio destino. Sonhar é bom sim! Mas desde que nos traga benefícios…

Pensar a longo prazo pode e deve ter um tipo de planejamento. Como por exemplo, uma poupança. Mesmo que não seja a mesma quantia mensal, criar o hábito de um depósito qualquer. Como também, investir numa carreira. Cursos que nos qualifiquem mais e mais. Investimento também em nós mesmo, principalmente no tocante a saúde do corpo. Não adiar os check-up médicos, mesmo que tenha que aguardar pelas consultas do SUS. Mas sem neuras, apenas nos propondo-nos a por em prática.

De vez em quando ultrapassarmos nossos próprios limites. Mesmo que seja somente para sabermos até onde podemos chegar. Pois no mínimo teremos vivido algo novo. Fora do rotineiro. Mas que também poderemos ter, sentir prazer nessa virada do destino. Conhecer até novas pessoas. É arregaçar as mangas e focar nessa nova empreitada. Surpreendermos!

Manter os pés nos chão também significa seguir a máxima de que o silêncio é de ouro. Ouvir mais, resguardando-se de possíveis más interpretações de quem somos de fato. Mesmo que venha de alguém que queiramos bem. Já que para os demais ligamos o ‘foda-se‘ para o que pensam de nós. Complica quando há um cruzamento dessas pessoas numa situação. Mesmo que não queiramos mentir. Mesmo que haja conflitos de valores. É muito difícil ser ‘100%’ nós mesmo em presença de outras pessoas. Mas não custa nada tentar ficarmos calados.

Como dinheiro não cai das árvores… O jeito é suar a camisa. Trabalhar bastante. Para mais que sobreviver, passar pela vida aproveitando dos frutos daquilo que plantamos com nosso próprio esforço imediato ou do que ainda estar por vir do trabalho no presente. Tendo em mente também que pequenas mudanças no somatório teremos conseguido grandes transformações. Mesmo que ela só sejam sentidas de fato num futuro.

E é isso: em 2014 menos otimismo para sermos mais realistas!

Read Full Post »

A quatro mãos escrevemos o roteiro para o palco de meu tempo: o meu destino e eu. Nem sempre estamos afinados, nem sempre nos levamos a sério.”

Meu coração se transforma a cada experiência. Mas ainda palpita, sobressalta e se assusta. Ainda é vulnerável como quando eu tinha dez anos.

A vida é feita de perdas e ganhos e depende muito da gente sair da postura de vítima“.

A esperança me chama, e eu salto a bordo como se fosse a primeira viagem. Se não conheço os mapas, escolho o imprevisto: qualquer sinal é um bom presságio. Seja como for, eu vou. Pois quase sempre acredito. Ando de olhos fechados feito criança brincando de cega. Mais de uma vez saio ferida ou quase afogada, mas não desisto. A dor eventual é o preço da vida: passagem, seguro e pedágio.”

Apesar das minhas fragilidades, avanço. Pois viver deveria ser – até o último pensamento e derradeiro olhar – transformar-se.”
(Lya Luft)

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: