Feeds:
Posts
Comentários

Posts Tagged ‘Classes Sociais’

ganancia_destruindo-o-mundoPior que de um cataclisma da natureza essa “nova onda” veio para destruir a base da pirâmide social. É o topo agindo para continuarem com o poder nas mãos e bem longe do povão… E o resultado das Eleições desse ano, aqui no país e no mundo, mostrou também de que ainda mais está por vir…

Num retroceder em décadas principalmente em perdas de direitos sociais conquistados daqueles que remaram contra as políticas do mercado de capitais… Numa de “se a farinha é pouca, meu pirão primeiro“… Há uma parte significativa do povão que serve também para que continue esse “sistema”… Nem se dando conta de que também não foram convidados para esse topo…

Triste! Desumano! O que está acontecendo no mundo! E por puro egoísmo! 

Anúncios

Read Full Post »

praia_territorio-livre-ou-sitiadoPolêmicas! Sempre terá alguma para esquentar o clima. Se bem que com o calor que está fazendo nem precisaria disso. Mas tendo, vamos a mais recente! Uma Colunista Social propôs como duas saídas para coibir “as hordas de jovens assaltantes e arruaceiros” (palavras dela). Bem eu daria uma outra saída, mas aí seria para os “coxinhas“: a do aeroporto. E para as praias do Pacífico, já que as do Caribe também estão concorridas com o “povão” brasileiro e graças ao governo do PT.

Bem, eis as duas propostas dela como solução para acabar com os arrastões nas praias do Leme, Copacabana, Ipanema e Leblon. A primeira seria “diminuir drasticamente a circulação das linhas de ônibus e de Metro no fluxo Zona Norte / Zona Sul, estimulando o aumento do fluxo Zona Norte / Zona Oeste” (palavras dela). Que fossem para as praias da São Conrado, Barra e Recreio (Zona Oeste). A outra proposta para o caso dessa falhar seria em “cobrar ingressos” nas praias da Zona Sul Carioca.

Na cidade do Rio de Janeiro as praias tem sido até então um território livre onde as classes sociais se “interagem”. Ou pelo menos deveriam. Além de ser um local de lazer gratuito para todos: da Classe E à A. Se bem que os do topo da pirâmide social podem ir curtir as prais do Pacífico quando quiserem que talvez por isso vejam das janelas as praias cheias de gente. Creio que são os que se acham no topo quem de fato estão querendo essa segregação nas praias da Zona Sul. Claro que a violência urbana incomoda até a nós, os suburbanos!

Essa certa “elite” que mostrou a cara durante as últimas Eleições é que não está gostando nada da ”invasão da pobreza” nem nas praias do Caribe. Ou como o receio de outra socialite: “de encontrar o porteiro hospedado no mesmo hotel em Nova Iorque”, daí mudar de rota. Enfim, estão torcendo o nariz para toda essa gente humilde que já frequentam a bastante tempo as praias da Zona Sul Carioca.

praias-de-ipanema-e-leblon_11-01-15Não sei ainda se esse será o Verão Carioca mais quente dos últimos anos… Também não sei se tem levado muito mais gente às praias da Zona Sul do que nos anos anteriores. Certo se tem que também em Verões passados houve os tais arrastões. Certo também que as tais linhas de ônibus da Zona Norte para a Zona Sul, também. Então o que mudou? Como citei antes, o de novo não foi um surgimento dos “coxinhas”, mas sim por não mais disfarçar os preconceitos e ainda se exibirem com orgulho. Uma “massa cheirosa” que fede!

Agora, em relação à violência nas praias talvez seja por um número maior de UPPs nas Favelas levando esse jovens a buscarem o “ganho” por lá onde na cabeça deles há uma concentração maior de objetos mais caros. Não se justifica. Como também não sou especialista no assunto. Eu até não gostaria de me ver dentro de um arrastão. Mas creio que levando esses tais jovens para outros locais seja uma solução. Mais do que social é uma questão educacional. Sei lá! Mas porque um grupo faz um cerco, mas para conversar com eles. Numa de que gentileza possa vir a gerar gentileza. Gente! Chega de guetos! E posso estar enganada agora, mas creio que o cantor Gabriel O Pensador fez algo nesse gênero: um cara da elite fazendo amizade com quem morava na favela.

Bem! É só uma ideia! Não custa tentar! E nem precisa falar que praias livres para quem gostar delas!

“Essa gente do Brasil é muito burra
E não enxerga um palmo à sua frente
Porque se fosse inteligente
Esse povo já teria agido de forma mais consciente
Eliminando da mente todo o preconceito
E não agindo com a burrice estampada no peito
A “elite” que devia dar um bom exemplo
É a primeira a demonstrar esse tipo de sentimento
Num complexo de superioridade infantil
Ou justificando um sistema de relação servil”
(Gabriel O Pensador)

Read Full Post »

PT-luz_PSDB-trevas_eleicoes-2014O PT é a luz! O PSDB é a treva! Nesse 2º Turno das Eleições 2014 escolha você o quer para os próximos anos no Brasil. Eu VOTO 13!

Porque quero a continuidade que só o PT que trouxe: uma vida condigna a uma parcela muito grande da população brasileira que antes só eram lembrados em épocas de Eleições. Que antes eram curral eleitoral da elite brasileira. De um coronelismo que ainda perdura – mudando apenas de face -, mas ainda querendo muito manter com rédeas curtas esse povo que até então eram oprimidos.

Como se não bastasse essa elite perversa, há uma classe média que por conta das regalias trazidas a eles também pelo PT (Só para confirmar: Segundo dados do Banco Central as despesas no exterior bateram recorde nos nove primeiros meses deste ano. Leiam mais aqui.), estão se achando parte do topo da pirâmide social e com isso parece também querer distância das classes D e E. Nem se dão conta de que viraram marionetes recitando a cantilena que o PSDB assim o quer. Como um novo gado, já que o anterior ganhou a condição de ser gente pelo PT. Pois é, os “coronéis modernos” conseguiram um novo. Prova disso: reelegeram o tucano Alckmin sem nem se importarem com as corrupções e etc do (des)governo desse… Eles só pesam a corrupção no partido do governo que está indo a Juri: bem diferente do PSDB que “arquivam” tudo e com a complacência da grande mídia.

Assim, e até por eu pertencer a base da pirâmide social, voto pela continuidade que só o PT fará! Pois como bem diz Shakespeare em “Rei Lear” – parecendo até cutucar Karl Marx -, o homem sem os supérfluos da vida não passa de um animal. O PT fez essa revolução social conosco. Então, agora nós também temos direito as regalias que a vida dá ao homem! Queremos mais! Que o nosso feijão-com-arroz seja regado a champanhe!

VOTO DILMA! VOTO 13!

Read Full Post »

25 de novembro – Dia Internacional da Não-Violência contra a Mulher. Chega a ser assustador em saber pelos noticiários de que o número de violência às mulheres tem aumentado no Brasil. Com tanto acesso atualmente as informações em geral, cabe de imediato refletir o porque desse aumento. Como urge, que a data de hoje se estenda até principalmente o início do trabalho nos Três Poderes constituídos. E então partirem para tomadas de decisões.

Parece uma retomada ao tempo de nossas avós no tocante ao se casar cedo demais. Mais e mais jovens estão se relacionando intimamente mais precocemente. Só que com a mentalidade não evoluída. Onde o machismo perdura, e em todas as classes sociais. Mas o preocupante mesmo fica com as classes D e E. Por conta de um despreparo muito maior para um relacionamento sadio a dois.

Por essa estatística tão lamentável se faz necessário uma mobilização maior até chegar aos canais competentes, principalmente governantes e juristas. Adentrando no Currículo do Ensino Fundamental uma matéria pertinente a essa não violência.

Vivemos num mundo onde nos escondemos para fazer amor! Enquanto a violência é praticada em plena luz do dia.” (John Lennon)

Não se pode banalizar esse tipo de violência. Muito embora já exista esse tipo de banalização até nas Classificações Etárias em Filmes. Eu vi isso no Documentário “Este Filme Ainda Não Foi Classificado” (2006). Onde uma Ong pela Não Violência às Mulheres comenta que eles deixam passar sem restrições cenas onde a mulher é estuprada, arrastada, violentada… mas restrigem a classificação quando não há violência num ato sexual de uma mulher. Uma dessas retrições foi feita ao filme “Meninos Não Choram” por causa de um orgasmo muito prolongado da personagem feminina. Outro exemplo, foi com o  “Menina dos Olhos”, por conta da personagem da Liv Tyler dizer que se masturba. E repetindo: sem censura as cenas de mulheres violentada. Sendo eu uma cinéfila, vejo o filme como um entretenimento. Mas como o acesso aos filmes pelo público não é tão restritivo assim, fica uma reflexão aos responsáveis – pais e educadores -, em pelo menos tomar conhecimento do que esses jovens estão assistindo, e até conversarem com eles.

O aumento dessa violência às mulheres no Brasil abre-se um leque na busca por soluções, e com urgência!

Um Basta a Violência às Mulheres!

Curiosidade: Em 1981, durante o I Encontro Feminista da América Latina e do Caribe, realizado em Bogotá, na Colômbia, o dia 25 de novembro foi designado como Dia Internacional da Não Violência contra a Mulher, em homenagem a três irmãs, ativistas políticas: Pátria, Minerva e Maria Teresa Mirabal. Elas foram brutalmente assassinadas pela ditadura de Leonidas Trujillo, na República Dominicana. A ONU reconheceu a data em março de 1999. Sendo então uma grande vitória do movimento de mulheres da América Latina.

Read Full Post »

%d blogueiros gostam disto: